10 fatos sobre Pablo Escobar o maior traficante do mundo


Pablo Escobar está em alta. Com a estreia da segunda temporada de Narcos, a série do Netflix produzida por José Padilha e estrelada por Wagner Moura, a história do traficante colombiano voltou a ser notícia.

Escobar nasceu em uma família simples, mas com cerca de 35 anos já era uma das pessoas mais ricas do mundo. Ele chefiou o cartel de Medellín e estima-se que sua fortuna tenha chegado a US$ 30 biliões.

Pablo Emilio Escobar Gaviria foi um narcotraficante que conquistou fama mundial como o senhor da droga colombiano, tornando-se um dos homens mais ricos do mundo graças ao tráfico de cocaína nos Estados Unidos e outros países. Membros dos governos norte-americano e colombiano, repórteres de jornais e o público em geral o consideram o mais brutal, canastrão, impiedoso, ambicioso e poderoso traficante da história.

Pablo Escobar nasceu em Rionegro, Colômbia, sendo o terceiro de sete filhos de Abel de Jesús Escobar Echeverri, um fazendeiro, e de Hermilda de los Dolores Gaviria Berrío, uma professora de escola primária. Como um adolescente nas ruas de Medellín, ele começou sua carreira criminosa por supostamente roubar lápides para revende-las a traficantes. Seu irmão, Roberto Escobar, nega isso, afirmando que as lápides vinham de donos de cemitérios cujos clientes haviam parado de pagar pela manutenção das lápides e que eles tinham um parente que tinha um negócio de monumentos. Ele estudou por um curto período de tempo na Universidade Autônoma Latinoamericana, em Medellín.

Escobar envolveu-se em muitas atividades criminosas com Oscar Bernal Aguirre, como a aplicação de golpes, venda de cigarros contrabandeados e bilhetes falsos de loteria, além de roubo de carros. No início de 1970, ele era ladrão e guarda-costas e conseguiu 100 mil dólares depois de sequestrar um executivo de Medellín, antes de entrar no comércio de drogas. Seu passo seguinte foi se tornar um milionário ao trabalhar para o contrabandista Alvaro Prieto. A ambição de infância de Escobar era se tornar um milionário até os 22 anos.


1. Nos anos 1980, o cartel tinha uma receita estimada em US$ 420 milhões por semana, o que equivale a US$ 22 bilhões por ano.

2. Pablo Escobar entrou para a lista de bilionários da Forbes em 1987 e lá ficou por sete anos seguidos. Em 1989, chegou à sétima colocação no ranking.

3. No final dos anos 1980, ele fornecia 80% da cocaína que circulava no mundo.

4. Ou seja, de cada cinco americanos que usavam cocaína, quatro compravam a droga de Escobar.

5. Ele levou aproximadamente 15 toneladas de cocaína por dia aos Estados Unidos. Segundo o jornalista Ioan Grillo, a maior parte da droga do cartel de Medellín entrava pela costa da Flórida.

6. O "Rei  da Cocaína" perdia US$ 2,1 bilhões por ano. Sua riqueza começou a se tornar um problema porque ele não conseguia lavar o dinheiro na mesma velocidade em que entrava no caixa. Teve de esconder notas em fazendas da Colômbia, em depósitos e nas paredes das casas de membros do cartel, segundo Roberto Escobar, seu irmão, contador do cartel e autor de um livro sobre sua história. "Pablo ganhava tanto dinheiro que ele perdia 10% por causa dos ratos nos depósitos ou humidade", escreveu Roberto.

7. Segundo Roberto, Pablo gastava cerca de US$ 2,5 mil em elásticos por mês, usados para organizar as pilhas de dinheiro.

8. Ele usou US$ 2 milhões para manter sua filha aquecida. Seu filho, Juan Pablo, contou essa história à revista Don Juan em 2009. A família estava em um esconderijo nas montanhas perto de Medellín quando sua filha Manuela começou a dar sinais de hipotermia. Ele queimou as notas para mantê-la aquecida.

9. Ele ganhou o apelido de Robin Hood após dar dinheiro aos pobres, construir casas para os sem-teto, inaugurar 70 campos de futebol e construir um zoológico.

10. Ele fez um acordo com a Colômbia para ser preso, mas em uma prisão de luxo que ele construiu e batizou de "La Catedral". A estrutura da "cadeia" incluía um campo de futebol e churrasqueira. Ele ficou detido a partir de 1991, mas podia decidir quem seriam seus companheiros de prisão e os funcionários. Ele continuou operando seu cartel e recebendo visitas no local. As autoridades colombianas tinham de ficar a pelo menos 5 km de distância da Catedral.

Fonte: epocanegocios.globo.comhttp://epocanegocios.globo.com/Informacao/Acao/noticia/2015/09/10-fatos-que-mostram-quao-grande-era-fortuna-de-pablo-escobar.html
Share on Google Plus

About Rui Medeiros

Curiosos no Mundo é um blogue que aborda vários assuntos, como Fotografia,Tecnologia,Bizarro,Cinema,Auto,Moda etc, aqui pode encontrar muitas curiosidades.
    Blogger Comment
    Facebook Comment